Ele: Que saudades.
Ela: De quem ?
Ele: De você.
Ela: Mais eu to aqui contigo sempre.
Ele: De como você era antes.

"- E se eu disser “Eu te amo”?
- Eu te bato.
- Se doer você da um beijo pra sarar?
- Sim!
- Então bate na minha boca, não muito forte!
- Para Gui. Não quero estragar a nossa amizade.
- E se por um acaso a gente não fosse amigos?
- A gente não teria essa conversa.
- Então eu não teria essa oportunidade.
- Qua…
Guilherme puxa Sandy de leve, beija-a por alguns segundos quando ele abre os olhos.
- Gui.
- Oi pequena.
- Porque?
- Eu quis, e se não fosse eu seria outra pessoa, então, que seja eu.
- Isso é egoísmo.
- Se tratando de você e sou sim!
- Mas, porque?
- Por que eu já te disse uma vez, se algum vai te roubar um beijo no meio de uma conversa nada a ver, seria eu, por que eu te amo..
- O que?
- Isso eu te amo, mas não sabia como dizer então demonstrei!"
"- Júlio!
- Agora não, to querendo dormir.
Passava das dez da manhã, Júlio não queria levantar, estava numa ressaca daquelas. - Com essa dor de cabeça é mais fácil eu morrer, em que levantar. - Pensando já que tinha misturado todo tipo de bebida.
- Acorda moleque! - Sua irmã irada, puxou o cobertor.
“Nossa como grita, parece até que minha cabeça vai sair do lugar com esses gritos”. - Poderia por favor falar baixo?
- Falar baixo? Você sabe que dia é hoje? Já passam das dez, se não se apressar vai perder o vôo pra São Paulo.
- Que vôo? - Júlio falava de uma forma ‘grog’, com a voz arrastada, parecia até que havia sapos na sua garganta. - Meu Deus o vôo! - Espantado Júlio pula da cama com, parecia nem estar com dor de cabeça. - Camila, que horas é o meu vôo? - Com um certo sarcasmo Camila responde seu irmão: - Que vôo? Brincadeira, seu vôo é meio dia, o check in termina 11:50, daqui até o aeroporto são 40 minutos se o trânsito estiver bom.
- Então é melhor eu comer no aeroporto mesmo. Que horas são agora?
- 10:28
- Você tá pronta?
- Pronta? Eu não vou.
- Eu sei, é pra me levar.
- Pega um táxi.
- Camila! - Fala num tom de quem ela devesse algum favor.
- Tudo bem, suas malas já estão no carro. Bobão! - Ela sorri olha pro irmão e, como se fosse a mãe dele, arruma a gola da camisa azul claro.
- Pronto? vamos senão você vai se atrasar.
- Calma eu não est… - Sua irmã o interrompe.
- Tá aqui no porta luva.
No caminho do aeroporto Júlio pega um papel que já havia sido dobrado e desdobrado várias vezes.
- Tá nervoso?
- Muito.
Finalmente eles chegam no aeroporto. Júlio faz o check in, pegar sua bagagem de mão se encaminha para o portão de embarque, olha pra sua irmã manda-lhe um beijo.
Chegando em São Paulo, ele faz o desembarque, pega suas coisas vai pra estação da luz, pega o telefone liga pra camila avisando que já estava tudo preparado, faz outro telefonema, sua na morada vem vindo, está de carro, Júlio cada vez mais nervoso, sabendo que sua irmã já tinha falado que havia um pacote pra ela, Priscila, na estação da luz.
Quando Priscila chega e Júlio da o sinal, cerca.de 200 pessoas começam a dançar, enquanto Priscila vai descendo as escadas, sem entender, pois na noite anterior eles tinha brigado, mal sabia ela que era tudo uma armação, para que não havesse suspeita, quando ela chega la em baixo, uma caixa escrito: “Seu nome é Priscila Reis dos Santos? Então puxe”.
Ao puxar Priscila imaginou seu namorado saindo de dentro da caixa, com flores ou algo do tipo, mas quando a enorme caixa se abre, havia apenas um papel dizendo: “Agora olhe para trás”.
Júlio, ajoelha-se e diz:
- Hoje 26 de setembro, faz exatamente 13 anos que nos conhecemos, eu escolhi essa data, por quê eu quero te fazer uma proposta. - Priscila chorava, sorria, olhava em seu redor.
- Priscila, você aceita se casar comigo?
- E depois de tudo isso tem como dizer não? Claro que eu aceito!"
"Filha: Mamãe, quando eu crescer eu vou encontrar um príncipe encantado?
Mãe: sim minha filha!
Filha: Igual o papai?
Mãe: sim igual o papai.
Filha: Mamãe, quero me casar com o papai.
A mãe sorri
Mãe: Não minha filha, você vai ter o seu príncipe encantado."
"- Diga o que você quer.
Silêncio
- Diga.
- Quero você, por favor."
Amiga: Recebi uma declaração de amor
Melhor amiga: Sério? quem foi o retardado?

Pedido de namoro.

"Duas mulheres, uma delas grávida. Lucy (a mulher grávida) tinha um filho com 6 anos, ela amava sair para festa. Karol ligou para Lucy.
- Oi vadia. - Karol fala brincando
- O que é puta. - Sem perder a piada Lucy entra na.brincadeira.
- Só liguei pra saber como você está, sua mãe me disse que você passou mal.
- Já estou bem, so fiquei um pouco enjoada. E a festa você vai?
- Lógico, e ai, vamos? - Karol fala brincado, sabendo que Lucy nao poderia ir, por ela está grávida.
- Queria ir. Às vezes tenho vontade de matar esse menino, pra eu nao ficar presa em casa.
- Eu te arrumo um rémedio você quer?
- Sim estou só de 6 semanas mesmo, ainda tem tempo.
As duas conversaram muito. No outro dia Karol chega na casa de Lucy e pergunta se ela quer mesmo o remédio?
- Sim, eu quero, qual é?
- Furadan!
- Você tá doida, eu morro também.
- uai! Você não quer matar não é aquele ali que ta na cama? Porque pra mim dá no mesmo, você ainda nao tem barriga de grávida."
Ela: Lembra como costumávamos ser?
Ele: Sim, eu sinto falta disso.